_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

GERALDA CATANHA MORRE AOS 73 ANOS

 Aos 73 anos de idade, faleceu no início da manhã desta quarta-feira (17) no Hospital dos Servidores do Estado no Recife-PE, a senhora Geralda Josefa de Melo, a conhecida ‘Geralda Catanha’, que residia em São Domingos distrito do Brejo da Madre de Deus, Agreste Central do Estado.

 Dona Geraldo há pouco tempo descobriu que estava com um dois tumores no intestino e em um dos rins, tendo sido a pouco tempo submetida a uma cirurgia para a retirada de um dos tumores, no entanto, hoje sofreu uma parada cardiorrespiratória e acabou falecendo.

 Exemplo de determinação e luta, ‘Geralda Catanha’ começou a trabalhar com apenas 12 anos de idade como agricultora, e com a ajuda da mãe, aprendeu posteriormente a costurar. Mas não estando satisfeita, ela começou a ofertar cursos de “Corte e Costura” com o objetivo de ensinar as pessoas a profissão e também criou a marca Fest Roupas Catanha localizada no Distrito São Domingos aonde também foi a primeira candidata ao cargo de vereadora, mas não obteve êxito para assumir o cargo no legislativo municipal.

 De família tradicional, Geralda Catanha também tinha aproximação com o mundo musical, principalmente a sanfona, gosto este herdado da família de sua mãe. Ela também fez curso de atendente de enfermagem na Fundação de Saúde Amaury de Medeiros –FUSAM em Caruaru, Agreste Central, no término alguns alunos já saíram recomendados para trabalhar, foi dada a lista para que escolhessem os locais onde poderiam serem lotados, ao longo desta escolha Geralda percebeu quem ninguém queria ir trabalhar em São Domingos, daí tomou como um desafio e escolheu a referida localidade, justificando que nessa época morava em Santa Cruz e era próximo a então pequena Vila São Domingos.

 Trabalhou como única atendente no Posto de Saúde de São Domingos por 12 anos, quando na época só tinha um médico uma vez por semana. Muitas ocasiões de campanha de vacinação ia aos sítios de bicicleta já que não era disponibilizado transporte para esta tarefa, amarrava a isopor no bagageiro e partia pensando nas crianças que iriam ficar sem vacina caso ela não fizesse esse esforço. Teve suas três filhas, construiu sua residência a princípio através de mutirão feito por seus irmãos e pelas pessoas de São Domingos.

 O corpo de Dona Geralda Catanha será velado no Memorial São Miguel em Santa Cruz do Capibaribe, próximo ao Mart Modas. O sepultamento ocorrerá amanhã, às 9 horas, no Cemitério Municipal São Judas Tadeu (Cemitério Velho), na Capital da Moda.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: