_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

domingo, 21 de novembro de 2021

BREJO APARECE ENTRE AS CIDADES QUE SONEGAM INFORMAÇÕES DOS CASOS DE COVID-19, SEGUNDO CIR DA SAÚDE

 O Brejo da Madre de Deus no Agreste Central de Pernambuco, aparece, segundo informativo da CIR – Comissão Intergestores Regionais – da Saúde, entre os municípios que mais sonegam informações sobre o número de testes e confirmações de casos do Covid-19.

 A reunião realizada na última quarta-feira (17) teve em pauta o TestaPE, programa de testagem em massa da população para detecção do novo coronavírus, lançado pelo Governo de Pernambuco em agosto de 2021. A iniciativa pretende testar, no período de seis meses, 10% da população do Estado, reforçando a vigilância do Covid no território, rastreando e isolando de casos ativos da doença, interrompendo, assim, o ciclo.

 Todos os testes recebidos pelos municípios devem, obrigatoriamente, ser registrados no TestaPE através da plataforma, com acesso: testape.saude.pe.gov.br. A partir desses registros que o Estado libera mais testes para os municípios, até que se atinja a meta.

 Os dados apresentados mostram que o Brejo da Madre de Deus recebeu 2.050 testes, tendo realizado 979 (47,8%) e ainda, de acordo com a CIR, nos últimos anos, as coberturas vacinais vem caindo gradativamente, não só na IV Regional, mas no país todo. Isto vem criando preocupações acerca dos riscos de reintrodução de doenças imunopreveníveis em todo o território, a exemplo do que ocorreu com o Sarampo em 2019.

 “Pedimos a todos o aumento dos esforços para identificação de fragilidades no processo local de vacinação e que possam comprometer a vacinação e, consequentemente, as coberturas vacinais. Todos os casos suspeitos de Covid-19, leves ou graves, devem ser comunicados através dos sistemas oficiais (e-sus VE, Sivep gripe e Notifica PE), onde deve-se atualizar, sistematicamente, quanto a classificação (confirmado ou descartado para Covid-19) e evolução dos mesmos (em isolamento, recuperado, óbito). E assim, subsidiando a produção de informações para análise do cenário epidemiológico, tomada de decisão das autoridades sanitárias e planejamento em saúde”, enfatiza o informativo que ainda acrescenta: “A notificação é obrigatória, imediata e pode ser realizada por qualquer profissional de saúde ou responsável pelos estabelecimentos de saúde, públicos ou privados”.

 Para se ter, o boletim da Secretaria Estadual de Saúde aponta que o Brejo havia registrado 2569 casos da doença e 53 óbitos, enquanto o boletim da Secretaria Municipal de Saúde aponta 2228 e 69 mortes, uma diferença de 341 casos e 16 óbitos.

 “É necessário alinhar oportunamente as informações desses dados, principalmente quanto aos registros dos óbitos”, conclui.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: