_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

SANTA CRUZ ALCANÇA NOVAS MÉDIAS NO IDEB E CONQUISTA 2° LUGAR NAS CIDADES COM MAIS DE 100 MIL HABITANTES


 A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe através da Secretaria de Educação tem um motivo a mais para comemorar a semana que marca a Independência do Brasil. A 2ª colocação entre os municípios com mais de 100 mil habitantes nos resultados do índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).
 O levantamento foi calculado em 2017 e divulgado pelo Ministério da Educação, onde mostra que a Capital da Moda conseguiu alavancar os números que conquistou no último levantamento divulgado em 2015.
 Nos anos iniciais, o município atingiu (5.3), ultrapassando a projeção que era de 5.0, e mais uma vez superou a média de Pernambuco e do Nordeste (4.8 e 4.9). Nos anos finais, Santa Cruz do Capibaribe se mantém na segunda colocação a frente de cidades como Recife, Olinda, Caruaru e Garanhuns, com média de (4.5).
 O prefeito Edson Vieira falou sobre os investimentos que o município tem realizado na educação.
 “Desde o início da nossa gestão temos buscado recursos, com foco na melhoria da qualidade do ensino de Santa Cruz do Capibaribe, porque acreditamos que é através da educação que tornaremos a sociedade justa e comprometida. Estamos orgulhosos pelas conquistas alcançadas a cada avaliação do IDEB por nossos alunos”, ressaltou.
 “Mais uma vez conseguimos elevar os números do IDEB em nosso município. Estamos desde 2013 em uma ascendente, nos superando a cada ano. Isso só comprova o trabalho sério que está sendo realizado na Educação de Santa Cruz do Capibaribe. Não posso deixar de parabenizar a equipe da Secretaria de Educação, gestores, supervisores e professores como grandes protagonistas nesses avanços”, disse o secretário de Educação, Joselito Pedro.
 O IDEB é levantado a cada dois anos para os anos iniciais e finais do ensino fundamental e médio. O cálculo é feito pelo Governo Federal a partir de dois componentes: A taxa de aprovação das escolas e as médias de desempenho dos alunos em uma avaliação de matemática e português.
Do: Blog Agreste Notícia Fonte: Assessoria

Nenhum comentário: