_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

CANDIDATOS QUE PARTICIPAREM DO DEBATE EM BREJO PODEM SOFRER SANÇÕES JUDICIAIS

 Os candidatos a prefeito que participarem do debate que está sendo organizado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Administração Direta (SINDIBREJO) para esta sexta-feira (06) em Brejo da Madre de Deus, estão sujeitos a sofrer sanções judiciais, caso o evento não atenda às recomendações do TRE-PE – Tribunal Regional Eleitoral.

 Contra a realização do debate, já existe uma posição do Ministério Público Eleitoral que considera fere a legislação de regência, assim como a recomendação do TRE, que proíbe, nas eleições de 2020, a realização de atos presenciais de campanha eleitoral causadores de aglomeração, não podem ser descumpridas, colocando em risco a população.

 Em São Lourenço da Mata, o MPE ajuizou ação pedindo a cassação do registro de candidatura da chapa de Bruno Pereira (MDB) e Manoel Jerônimo por abuso de poder político, econômico e descumprimento das normas de segurança ao novo coronavírus (Covid-19).

 Os candidatos convidados para o debate foram Hilário Paulo (PSD) que concorre à reeleição; Roberto Asfora (PL), ex-prefeito; Josevaldo Lopes (Republicanos), atual vice-prefeito) e Rubinho Nunes (PSB). O candidato Maciel do Nascimento do PSOL foi excluído do debate, fato que também foi destacado de forma negativa na ação do MPE.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: