_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

MULHER QUE ASSASSINOU O MARIDO A FACADAS JUSTIFICA QUE ERA VÍTIMA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: “NA QUARTA VEZ, EU NÃO AGUENTEI!”

 O repórter Randerson Mardoquel do Agreste Notícia, entrevistou Thayná da Silva Santos, de 26 anos de idade, que matou o próprio marido a facadas na madrugada de ontem (quinta-feira) em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste Setentrional de Pernambuco.

 Na oportunidade, ela relatou que foi vítima de agressões do seu companheiro Gleidson da Silva Souza, de 27 anos e que não suportava mais.

 “Fazia pouco tempo que eu estava com ele, coloquei ele dentro da minha casa para morar comigo, dentro de um mês ele se transformou uma pessoa diferente da que conheci. Eu saia para trabalhar e quando chegava em casa ele estava bebendo, a casa bagunçada, a gente brigava por motivos de ciúmes e ele bateu uma vez em mim, eu aceitei, bateu a segunda, eu aceitei, na terceira de novo, quando foi na quarta vez, eu não aguentei, não aceitei”, justificou.

 Ainda de acordo com a autora do assassinato, a vítima puxou seus cabelos e deu um tapa no seu rosto, ela por sua vez, desferiu os golpes de faca contra o Gleidson, mas garante que não pretendia mata-lo.

 “Eu estava na varanda no celular, quando ele pegou nos meus cabelos e deu um tapa na minha cara, quando ele fez isso, peguei uma faca e disse que não queria mais ele, que ele se conformasse que não teria mais volta, eu estava decidida que não queria mais aquilo pra mim... Minha intenção não era de matar, eu não sou uma pessoa ruim, eu trabalho, conquisto minhas coisas, ele já quebrou coisas minha em casa e minha mãe avisou”.

  Ainda na entrevista, Thayná afirma que seu filho, também era agredido pelo padrasto e até mesmo, teria relatado que o Gleidson havia tentando empurrar a criança de 6 anos de idade, da escada do apartamento.

Confira a entrevista:

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: