_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

PROPOSTA POR ALESSANDRA VIEIRA, AUDIÊNCIA DEBATE POLÍTICAS DE ONCOLOGIA PEDIÁTRICA EM PERNAMBUCO

 As comissões de Saúde e Assistência Social (CSAS) e Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular (CCDHPP) da Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE), realizaram nesta terça-feira, 28 de setembro, audiência pública para debater o Setembro Dourado - mês que reforça a importância do acompanhamento pediátrico de rotina e o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil.

 A audiência foi proposta pela deputada Alessandra Vieira (PSDB), em atenção à solicitação do Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer de Pernambuco (GAC-PE).

 “Reforço a importância que o GAC-PE tem para os pernambucanos, trabalhando para humanizar o tratamento de crianças com câncer, ajudam a suprir uma demanda fundamental ao estado, oferecendo alimentação, às famílias dos pequenos pacientes, provêm medicamentos e insumos quando estes faltam, além de assegurar assistência psicossocial em um momento tão delicado na vida dessas pessoas”, ressaltou Alessandra Vieira, que tem o tema como prioridade no seu mandato.

 A deputada tucana é autora da Lei Nº 17.233/2021, que institui a Política Estadual de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente com Câncer, com o objetivo de aprimorar o tratamento e a assistência, além de reduzir a mortalidade e melhorar a qualidade de vida deste público.

 Presidente da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular, a codeputada Jô Cavalcanti (PSOL), do mandato coletivo Juntas, falou sobre a relevância do assunto.

 “Queremos chamar a atenção de todos e todas para essa necessária vigilância em torno do câncer infantojuvenil, seja profissionais de saúde, gestores públicos, mães, pais e sociedade em geral”, registrou.

 “Estamos aqui para solicitar um olhar mais atencioso para essas crianças e suas famílias, que muitas vezes despercebidas dos gestores públicos. Agradeço o espaço às deputadas Alessandra Vieira, Jô Cavalcanti e Roberta Arraes, e conto com o apoio e ajuda de todos e todas, não só no setembro dourado, mas nos 365 dias do ano”, disse a presidente do GAC-PE e oncologista pediátrica, Dra. Vera Morais.

 Também participaram da audiência a deputada Simone Santana (PSB), o deputado João Paulo (PCdoB), o gestor de Clínica e Linhas de Cuidados da SES-PE, Rodrigo Bezerra; a pediatra Lélia Moreira (SESAU-Recife); o oncologista pediátrico Dr. Luiz Henrique Soares (ICIA); a presidente do Conselho Municipal de Defesa e Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDICA), Maria de Fátima; a conselheira do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco, Aracele Tenório (COREN-PE); a conselheira do Conselho Regional de Medicina, Sandra Maria de Araújo (Cremepe), a presidente no Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (NACC), Arli Pedrosa;  e a assistente social do GAC-PE, Naila Soares.

PL - Tramita pelas comissões da Alepe, o Projeto de Lei Nº 2260/2021, onde Alessandra propõe a implantação do Programa “Fique Atento, Pode Ser Câncer”, iniciativa do GAC-PE, na Rede Estadual de Saúde para a qualificação de profissionais de saúde no atendimento e na suspeição dos sinais e sintomas na fase inicial do câncer.

Do: Blog Agreste Notícia Fonte: Assessoria

Nenhum comentário: