_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

domingo, 24 de outubro de 2021

ASFORA DECLARA APOIO A PRÉ-CANDIDATO ALVO DA PF E QUE ADMITIU PRÁTICA DE CRIME DE ESTELIONATO E FALSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS

 Após negar apoio à reeleição do deputado Diogo Moraes (PSB) e ter o apoio anunciado ao deputado também do Partido Socialista Brasileiro, Clodoaldo Magalhães, frustrado, devido o mesmo ter decidido disputar uma das vagas de deputado federal na eleição do próximo ano, o prefeito do Brejo da Madre de Deus, Agreste Central de Pernambuco, Roberto Asfora (PL), foi obrigado a rever seus planos e declarou apoio a pré-candidatura ao cargo de deputado estadual Tiago Pontes Queiroz.

 Mas o que tem chamado atenção é o histórico de Tiago, que já admitiu a prática de estelionato e falsificação de documentos, tendo que aceitar fazer o ressarcimento da vítima para se livrar da condenação, é o que aponta uma matéria divulgada pela Revista Veja em Maio do ano passado.

 Ainda de acordo com as informações, o fato aconteceu no ano de 2012, quando o pré-candidato e seu sócio de um escritório de advocacia ofereceram a um empresário um terreno do tamanho de onze campos de futebol na cidade de Jaboatão dos Guararapes-PE. A propriedade avaliada em R$ 4,5 milhões poderia ser arrematada por R$ 3 milhões, bastaria o comprador dar uma entrada de R$ 1,5 milhão e assumir as outras despesas, como a quitação de multas decorrente de duas penhoras. A vítima gostou da proposta e fechou o negócio, mas após pagar R$ 530 mil em espécie, percebeu que havia caído em um golpe, já que o imóvel nunca havia sido colocado à venda pelos verdadeiros proprietários.

 Na época, um laudo grafoscópico da Polícia Cientifica de Pernambuco, comprovou que o contrato de venda havia sido forjado. Em 2019, ele foi também denunciado pela Procuradoria da República por Improbidade Administrativa, sob acusação de favorecer três empresas em uma licitação para compra de medicamentos.

 Ele também é alvo de investigação da Polícia Federal na operação ‘Pés de Barro’ que apura desvios de no Ministério da Saúde durante a gestão de Ricardo Barros, em 2018, quando era diretor de Logística do referido ministério.

 Tiago Pontes Queiroz foi nomeado no ano passado, para assumir o cargo de secretário Nacional de Mobilidade, Desenvolvimento Regional e Urbana, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas pediu demissão no início desse mês, por ser responsável de assinar uma licitação em que a Controladoria-Geral da União identificou R$ 130 milhões em superfaturamento. A Secretaria dele ainda firmou mais de 115 convênios com risco de sobrepreço (alto ou extremo), segundo o relatório da CGU.

 A confirmação do apoio de Roberto Asfora ao projeto de Tiago Pontes foi feita no programa Cidade em Foco da Rede Pernambuco de Rádios, apresentado pelo radialista Alberes Xavier.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: