_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

domingo, 27 de setembro de 2020

“O POVO DO CALÇADÃO SABE QUE ELE QUIS DISTINGUIR O RICO DO POBRE”, DISPARA EDSON SOBRE CRÍTICAS DE ALLAN CARNEIRO

 O programa 30 Minutos de Prosa transmitido através da FanPage do Blog Agreste Notícia e apresentado pelo jornalista Sidney Lima, foi realizado diretamente a casa do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB). Na oportunidade, o atual gestor da Capital da Moda fez uma breve prestação de contas dos quase oito anos de Governo.

 “Foram oito anos que a gente pode dizer que vamos terminar o nosso governo com 300 ruas calçadas, que a gente vai terminar o nosso governo com 66 ruas asfaltadas. Se você fizer uma conta Sidney, em oito anos vai dar quatrocentas e poucas semanas, se você pegar oito anos da nossa gestão e dividir por 366 que são, 300 ruas calçadas e 66 asfaltadas, vai dar a cada uma semana e meia, a entrega de uma rua calçada ou asfaltada...”, enfatizou destacando várias obras e ações de sua gestão.

 O Tucano ainda relembrou de como pegou a cidade no início de 2013, principalmente a questão da Saúde Pública.

 “Quando assumi em 2013, Santa Cruz só tinha uma ambulância, o hospital no cadeado, PSF só tinha três funcionando e um com médico. A gente teve que reinventar a Saúde de Santa Cruz do Capibaribe e reestruturar ela, hoje nós temos 22 PSF’s funcionando, eu construir seis, cinco deles são do tipo 2 que são quase como uma UPA... Fizemos uma UPA, colocamos o Hospital para funcionar, fizemos o bloco cirúrgico, entregamos um Centro de Fisioterapia no município, reestruturamos o SAMU”, ressaltou.

 Edson Vieira também aproveitou o momento para criticar a falta de apoio do Governo do Estado com a saúde do município, quando segundo ele, não receber nenhum apoio para manter a Unidade de Pronto Atendimento.

 “Saúde quanto mais melhor, nós temos uma UPA que atende pessoas de outros municípios e sabe quanto vem do Governo do Estado? Nenhum real! Nenhum centavo! Eu inaugurei ela em julho de 2016, o custo dessa UPA para nós era de R$ 500 mil, com o passar do tempo foi aumentando, a demanda aumentando e tal, hoje o custo dessa UPA é cerca de R$ 1,2 milhão por mês, sabe quanto recebo do Estado? Zero! Passei 2016, 2017, 2018 e 2019, consegui o credenciamento da UPA graças ao Senador Fernando Bezerra Coelho lá em Brasília, e recebo do Governo Federal R$ 200 mil por mês que totalizam no ano R$ 2,5 milhões, ajuda? Claro! Mas e o Estado? Eu propus ao Estado que dividisse essa conta, eu assumiria 50% e o Estado daria mais R$ 250 mil, com mais 200 e pouco que vem do Governo Federal daria 500 mil, daria para ajudar, mas infelizmente recebemos a negativa”.

Vieira falou sobre a mudança que houve em sua vida, ao deixar a atuação do legislativo, quando foi vereador e deputado estadual, para ser prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, explicando que tomar conta do executivo é mais difícil, no entanto, mais prazeroso.

 Ao ser questionado sobre escândalos e denúncias que surgiram durante sua gestão, Edson foi enfático:

 “Já ganhei várias dessas ações de improbidade administrativa, que quem é gestor público tá passivo a receber essas demandas do Ministério Público. Em relação a outros fatos que se falam, sobre que o prefeito tem um processo, eu tenho uma ação no Ministério Público que ainda nem começou as ouvidas, nem começou na justiça a nossa defesa, que é nesse caso da KMC, que em todos os laudos, em todos as partes do processo não se diz em um único momento que o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe pegou um real ou desviou um real desse caso”, disse completando: “Aí se fala, ‘não, porque a Justiça pediu o bloqueio de seus bens’, ora, graças a Deus eu tenho bens antes de ser prefeito de Santa Cruz e ela pede para se ao final do processo, ela entender que o processo foi errado e causou danos ao erário público, ela vai lá e diminui aqueles bens privado da pessoa, mas eu nenhuma parte desse processo que ainda a gente não se defendeu, já que a Justiça é morosa, para vocês terem uma ideia, quanto tempo não se fala nisso?... Diz que o prefeito pegou um centavo”.

 O chefe do executivo santa-cruzense ainda utilizou alguns exemplos que políticos que tiveram pedidos ou bloqueio de bens, mas argumentou que, não pode dizer que essas pessoas são honestas ou desonestas por isso.

 “O presidente Lula tem os bens bloqueados; a prefeita de Caruaru, Raquel, teve um pedido; o deputado Diogo teve um pedido aqui; o ex-prefeito Toinho teve, vários e vários gestores públicos tiveram, eu não quero dizer aqui que são honestos ou não, pois tem gente que usa de ‘boca-cheia’ dizendo ‘Não, os ex-prefeitos têm seus bens bloqueados’, mas não, isso é um pedido do Ministério Público para assegurar, mas eu tenho tranquilidade sobre isso e me arrependo de no começo de tudo isso, a  gente não ter logo dado um tiro final nessa história... Até hoje eu não tenho nenhuma condenação, o prefeito Edson Vieira não tem nenhuma condenação”, garantiu.

 Sobre as críticas sofridas em relação ao Santa Cruz Prev, o atual prefeito destacou a aprovação das contas pelo TCE-PE, considerando que há uma tentativa da oposição de desgastar sua imagem perante a população.

 “Falaram da Previdência e na semana passada, as contas da Previdência foram aprovadas pelo Tribunal de Contas. O que tem muito é uma oposição aqui em Santa Cruz, de um lado querendo desgastar o prefeito a todo estante, pois sabem que o prefeito Edson Vieira foi o que mais trabalhou por Santa Cruz...”.

 Sobre as candidaturas de Dida de Nan e Joselito Pedro, ambos do PSDB e postulantes aos cargos de prefeito e vice-prefeito da Capital da Moda, respectivamente, Edson Vieira disse que, a dupla tem um perfil de povo e que vai se incorporar a campanha eleitoral.

 “Dida e Joselito são dois candidatos com perfis de povo, de proximidade com a população, não são candidatos de grupo econômico, não são candidatos impostos de ‘guela’ abaixo por algo imponderável que aconteceu. Joselito e Dida, Dida e Joselito vêm da vontade popular, vem da vontade do povo, então, eu acredito que irão fazer uma bela campanha... Eu vou me incorporar também a essa campanha, vou me incorporar também a essa dupla, pois acredito que a cidade de Santa Cruz tem que seguir em frente, pois o trabalho tem que continuar”.

 Para os chamados ‘taboquinha’, o candidato da terceira via trata-se de um descendente do grupo denominado ‘boca-preta’, liderado pelo prefeito, Allan Carneiro (PSD) por sua vez, nega ter militado no grupo governista. Sobre o assunto, Edson disse que foi procurado por Allan pedindo ajuda na eleição do Moda Center e que acredita que o mesmo tenha votado no grupo adversário na eleição de 2016.

 “Ele simplesmente esquece que quando foi candidato a síndico do Moda Center, ele foi nos procurar pedindo ajuda, ele foi lá nos procurar pedindo ajuda, claro que ajudei não somente a ele, como Valmir que também foi candidato lá no Moda Center, pois a gente entendia que o Moda Center não podia ser usado para a política. Os ‘Taboquinhas’ dizem que ele votou comigo em 2016, eu acho que ele não votou comigo em 16, na verdade, ele é um descendente da ala ‘taboquinha’, pelo que ele falou, acho que em 16 ele votou em Fernando, então, ele é um descendente da ala taboquinha querendo se infiltrar dentro do nosso grupo, essa é a verdade!”.

 Para Edson Vieira, o candidato da terceira via utilizou o Moda Center como ‘trampolim político”, contrariando o discurso anterior, quando o mesmo criticava o ex-prefeito e ex-deputado federal José Augusto Maia que utilizava o Centro Atacadista para fazer política partidária.

 “Naquela época a gente apoiou para tirar a política do Moda Center, a gente entendia que política não poderia tá no Moda Center e não foi o prefeito Edson Vieira que disse que não iria usar o Moda Center como trampolim político, foi ele! E ele usou! Tanto que criticou o ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe”.

 Rebatendo as críticas feitas a um suposto abandono do Calçadão Miguel Arraes de Alencar criticado por Allan em entrevista ao programa 30 Minutos de Prosa, o prefeito Tucano disparou:

 “O Allan Carneiro para falar do calçadão, o povo do Calçadão sabe que ele quis distinguir o rico do pobre, ele quis distinguir quem coloca dentro do Moda Center e quem coloca dentro do Calçadão, eu tenho uma ata da reunião que ele quis propor para fazer um alambrado separando o Moda Center do Calçadão, ele sabe disso que nunca foram favoráveis a ter o Calçadão ali, por que ele é de um determinado grupo econômico, a verdade é essa, ele pertence a um determinado grupo econômico que quer comandar o Moda Center e a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, pois não estão satisfeitos somente com o Moda Center”.

 Por fim, Edson Vieira falou do seu futuro político, garantindo que tem disponibilidade, coragem e vontade de disputar o cargo de deputado federal em 2022, mas que isso está condicionado a uma conjuntura política.

 “O Allan Carneiro para falar do calçadão, o povo do Calçadão sabe que ele quis distinguir o rico do pobre, ele quis distinguir quem coloca dentro do Moda Center e quem coloca dentro do Calçadão, eu tenho uma ata da reunião que ele quis propor para fazer um alambrado separando o Moda Center do Calçadão, ele sabe disso que nunca foram favoráveis a ter o Calçadão ali, por que ele é de um determinado grupo econômico, a verdade é essa, ele pertence a um determinado grupo econômico que quer comandar o Moda Center e a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, pois não estão satisfeitos somente com o Moda Center”.

Assista o vídeo:

 Na próxima terça-feira (29), o programa 30 Minutos de Prosa vai ser realizado na residência (São Domingos) do candidato a vereador do Brejo da Madre de Deus, Irmão Nazareno (PSD), às 18 horas através da FanPage do Blog Agreste Notícia.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: