_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

sexta-feira, 21 de agosto de 2020

DENÚNCIAS DE VIOLAÇÕES CONTRA A POPULAÇÃO IDOSA CAI 70% NO PERÍODO DE PANDEMIA


 Dados do Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (CIAPPI), programa vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), com foco no período pandemia, revelam que de março a julho, deste ano, foi registrada uma redução considerável no número de denúncias recebidas pelo Centro, com 98 queixas. No mesmo período de 2019, foram 321 denúncias registradas. Um percentual de quase 70% a menos. O número de violações, identificadas mediante o recebimento das denúncias, também teve uma redução de 41.08%.
 O Secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, alerta a população para que fique atenta aos mínimos sinais de violação de direitos da pessoa idosa.
 “Esses números revelam uma queda muito expressiva nas denúncias. O isolamento social e a falta de contato com pessoas pode estar impedindo essa população de denunciar”, explica.
 Ainda com base nos dados de 2020, de março a julho, foi registrado que a faixa etária que mais sofreu abusos está entre 70 a 79 anos.
 De acordo com o levantamento, os abusos mais cometidos neste período foram os de negligência, violência financeira, psicológica, física, patrimonial e ameaça. Já as cidades com os maiores índices de denúncias continuam sendo, na sequência: Recife, Olinda, Jaboatão, Paulista, Camaragibe e Caruaru.
 “Todos precisam estar atentos. Vizinhos, cuidadores, enfermeiros, familiares. Não hesitem em denunciar, caso percebam qualquer mudança de comportamento de uma pessoa idosa. Qualquer mínimo sinal já pode ser um indício de violação”, acrescenta Eurico.
Confira o ranking de violações em números:
  1. Negligência (124)
  2. Violência Financeira (99)
  3. Violência Psicológica (86)
  4. Violência Física (70)
  5. Violência Patrimonial (29)
  6. Ameaça (29)

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: