_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

“COM CERTEZA O PP VAI TER UM CANDIDATO, SE NÃO FOR EU, SERÁ OUTRA PESSOA”, GARANTE FÁBIO ARAGÃO


 Com exclusividade no programa 30 Minutos de Prosa transmitido através da FanPage do Blog Agreste Notícia, apresentado pelo comunicador Sidney Lima, o empresário Fábio Aragão – filho do ex-vereador Fernando Aragão, que faleceu na última quinta-feira em decorrência do Covid-19 – falou sobre a perda que Santa Cruz do Capibaribe teve com a morte do seu pai, bem como, da possibilidade de ser candidato a prefeito da Capital da Moda.
 “Eu sempre fui uma pessoa de bastidores, ajudando meu pai e hoje as pessoas estão colocando meu nome à disposição para talvez substituir o meu pai em uma pré-candidatura, a gente está pensando nessa possibilidade, tem alguns amigos que vem nos procurar, estamos em um período de luto, faz pouco tempo de falecimento do meu pai e pedi alguns dias para pensar, mas amanhã através de uma live a gente deve tá comunicando a nossa decisão, mas qualquer maneira, sendo eu ou outro candidato, o PP terá um representante que vai representar as ideias de Fernando, o seguimento que Fernando teve, a linha de raciocínio de Fernando para gerenciar uma cidade, com certeza o PP vai ter um candidato, se não for eu, será outra pessoa”, Fábio.
 Ao ser questionado se almeja administrar Santa Cruz e se está preparado para enfrentar a eleição, Fábio foi enfático:
 “Eu cresci vendo meu pai sonhando em fazer muitas coisas por Santa Cruz, de trabalhar de uma forma honesta, de fazer uma administração transparente, de tratar os recursos da prefeitura com decência, com honestidade e principalmente de ter uma boa gestão... Eu vi meu pai moldando, pensando, sonhando com isso tudo, então, a gente sonha junto com ele, eu sou administrador de empresa, sou formado e a gente pensa nisso, agora entrar na política, nunca passou por minha cabeça, então é uma coisa que estou pesando muito, sou uma pessoa muito ligada a família, tenho meus trabalhos na igreja, então eu sei que é uma mudança de vida muito grande e isso tudo a gente tá pesando”.
 Ainda na oportunidade, ele fez questão de destacar que teve “um professor muito bom durante 41 anos, eu convivi com o melhor professor que eu acho que poderia ter, convivendo dia-a-dia com ele, eu aprendi muita coisa e tenho muitas ideias também”.
 Para Fábio, o vereador Carlinhos da Cohab (PP) que também participou do programa, seria um bom candidato a vice-prefeito, e pontuou as qualidades do parlamentar.
 “Seria um excelente nome, é uma pessoa querida de mais, é um vereador trabalhador, é um cara que mostrou através do seu trabalho na Câmara de fiscalização, competência necessária pra ser o nome de uma chapa de vice, tem todas a qualidades e prerrogativas, é uma pessoa muito popular, a gente tem outros nomes também que se colocaram à disposição”.
 Indagado se tem mágoas das pessoas de seu grupo que resistiram ao nome de seu pai na pré-campanha para a eleição desse ano e se caso decidisse disputar o cargo de prefeito, buscaria o apoio das mesmas, Fábio responde:
 “Se houve alguma ofensa, se houve algumas coisas que nos magoou, a gente tem que deixar pra lá, acho que nada na vida se faz com raiva no coração, nem política, nem na vida pessoal, eu acho que passou e se houve algumas palavras que magoaram tanto eles quanto a gente, eu acho que temos que deixar pra lá e seguir a nossa vida... Eu acho que eram opiniões diferentes, a democracia tem isso, da minha parte isso ficou para trás, não tem problema nenhum e sei que da minha família também não. Se eu decidir ser candidato, acho que vale a pena conversar. Quando papai estava internado e eu dei algumas entrevistas no lugar dele, eu disse várias vezes o seguinte, que o nosso adversário é essa gestão que Carlinhos falou aí, que é a gestão Edson e Dida, que tanto mal tem feito para nossa cidade”, criticou.
 Por fim, Fábio Aragão disse que não queria tomar tamanha decisão de disputar o cargo ou não de prefeito, preferia está trabalhando nos bastidores coordenando a campanha, mas vai tomar uma decisão.
 “Eu não queria tomar essa decisão, eu queria nesse momento da minha vontade, passar mais tempo vivendo esse momento e sinceramente, o que eu queria era tá agora no processo de coordenação da campanha, mas amanhã a gente vai dizer a nossa decisão”, Fábio
Assista:

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: