CLIQUE NA IMAGEM PARA JOGAR

CLIQUE NA IMAGEM PARA JOGAR

quinta-feira, 23 de novembro de 2023

MPPE E PM DEFLAGRAM AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO DE SUPOSTO SUPERFATURAMENTO NA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

 Durante a manhã desta quinta-feira (23) a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes de Santa Cruz do Capibaribe, Agreste Setentrional de Pernambuco, foi surpreendida com a deflagração de uma ação investigativa envolvendo o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) com o apoio de policiais do 24º BPM – Batalhão da Polícia Militar.

 A ação, segundo as informações, é um desdobramento das denúncias de suposto superfaturamento em compra de kits escolares no ano passado, pela Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe.

 Na época, o atual presidente da Câmara de Vereadores, Zeba Climério (PDT) trouxe-se à tona o caso na tribuna da Casa de Leis José Vieira de Araújo. No início do ano passado, a vereadora Jéssyca Cavalcanti (PSDB) e o ex-vereador Ernesto Maia levaram a denúncia na Polícia Federal, no Ministério Público e no Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRACO).

 Em nota, a Secretaria Municipal de Educação tratou a ação como uma visita do Ministério Público, pontuando como um procedimento natural do órgão que teria recebido todas as respostas quanto aos questionamento via ofício.

Confira nota a integra:

 “A Secretaria de Educação de Santa Cruz do Capibaribe informa a população que, a visita do Ministério Público à sede da pasta trata-se de um procedimento natural do órgão, que recebeu do município todas as respostas dos questionamentos via ofício. Presencialmente, o MP averiguou os procedimentos e conferiu se a entrega do material foi realizada. Não houve nenhum tipo de busca e apreensão na unidade, apenas uma solicitação de informações.

 Todos os pais, mães e responsáveis dos estudantes da Rede Pública de Santa Cruz do Capibaribe tem a ciência de que os kits foram entregues aos alunos, pela primeira vez na história da cidade. Essa política pública foi de extrema importância visto que os estudantes receberam o material escolar em um dos períodos mais críticos vivenciados pela economia, durante a pandemia do Coronavirus, em 2021.

 A Secretaria de Educação se coloca à disposição do Ministério Público, da imprensa e da população, para esclarecer toda e qualquer dúvida que ainda paire sobre essa questão e reforça seu compromisso com a educação e com a transparência com os recursos públicos”.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: