_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

domingo, 6 de março de 2022

CONTADORA É INVESTIGADA SUSPEITA DE DESVIAR MAIS DE R$ 1 MILHÃO DE INSTITUIÇÃO DE TRATAMENTO DE CÂNCER EM CARUARU

 A Polícia Civil de Pernambuco, na manhã da última quinta-feira (03), por meio da equipe da 89ª Circunscrição, vinculada à 14ª Delegacia Seccional, DINTER 1, com assessoria do Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro-LAB/LD-Caruaru, sob coordenação do delegado Elson Gouveia, deflagrou a Operação Boleto Falso.

 As investigações foram iniciadas após a autoridade policial tomar conhecimento que uma contadora, que prestava serviço para uma instituição voltada para o tratamento de câncer, teria se locupletado com cerca de R$ 1.050.000,00 (um milhão e cinquenta mil reais) da aludida instituição. A partir dessa informação, a equipe do setor de investigação encetou diligências e com informações fornecidas pelo setor financeiro e assessoria do LAB-Caruaru, conseguiu descortinar um esquema de desvio de dinheiro, que perdurava há pelo menos três anos, por meio da emissão de boletos de pagamentos falsos, os quais eram apresentados ao setor financeiro da instituição como se fossem oriundos de fornecedores, mas que, depois de realizado o pagamento, o valor era creditado em uma conta vinculada ao CPF do marido da contadora que posteriormente utilizava para comprar veículos e em seguida revendê-los com o fito de dar uma roupagem licita aos valores obtidos de maneira fraudulenta.

 Ademais, o casal ostentava um padrão de vida incompatível com a renda familiar, conforme registro nas redes sociais, com viagens internacionais e participação em cruzeiros pelo litoral brasileiro. Na operação foram empregados cerca de 10 policiais civis, que cumpriram mandados de busca e apreensão domiciliar na residência do casal, cidade Caruaru, bem como na empresa deles, situada na cidade do Recife, nos quais foram apreendidos documentos relevantes para investigação e um automóvel avaliado em R$ 300.000,00(trezentos mil reais).

Apreensões realizadas - documentos, passaporte dos investigados, aparelhos eletrônicos, aparelhos celulares e um automóvel.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: