_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

segunda-feira, 30 de agosto de 2021

GRUPO OCUPA CLANDESTINAMENTE RESIDÊNCIAS DO RESIDENCIAL CRUZEIRO EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

 Vários imóveis do Residencial Cruzeiro em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste Setentrional de Pernambuco, foram ocupadas clandestinamente por um grupo de pessoas na manhã deste domingo (29).

 Os imóveis foram construídos pela Prefeitura da Capital da Moda em parceria com a Caixa Econômica Federal para serem entregues as famílias carentes que não têm casas próprias cadastradas previamente pelo poder público, porém, até o presente momento, não foram entregues aos beneficiados.

 Os integrantes do grupo que invadiram as casas na manhã deste domingo, arrombaram as portas dos imóveis para ocupar as residências.

A Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe emitiu nota sobre as ocupações clandestina. Confira:

 Em relação a invasão das casas do Residencial Cruzeiro, ocorrida na madrugada deste domingo (29), a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe esclarece que já entrou em contato com a Caixa Econômica Federal e a empresa responsável pelas obras para tomar as medidas cabíveis.

 Gostaríamos de comunicar também, que as pessoas contempladas com as casas não precisam se preocupar, pois assim que as obras forem concluídas e as casas estiverem liberadas pela Caixa, os contemplados receberão as chaves.

 Esclarecemos ainda, que a previsão de entrega é para novembro deste ano e até lá, alguns ajustes ainda estão sendo realizados. A ocupação foi feita de forma ilegal e os órgãos responsáveis pelas obras já tomaram as medidas cabíveis para que os ocupantes liberem as casas e as obras sejam retomadas.  Diante dos fatos, a Caixa Econômica já realizou o boletim de ocorrência e uma ação para reintegração de posse sendo providenciado.

 A Guarda Civil Municipal deu todo apoio necessário para segurança do local. Lembramos que essa segurança é de responsabilidade da empresa encarregada pela obra. Seguimos realizando os trabalhos que nos compete e buscando, junto a Caixa Econômica Federal e a empresa responsável, que as obras sejam finalizadas o mais breve possível.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: