_________CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA NOSSO CATÁLOGO_________

______________CLIQUE NA IMAGEM E SAIBA MAIS____________

terça-feira, 6 de julho de 2021

UMA DAS FUNCIONÁRIAS SUSPEITAS DE ENVOLVIMENTO NO DESVIO DE VACINAS EM BREJO, TAMBÉM TINHA VINCULO EM NA PREFEITURA DE SANTA CRUZ

Secretária de Saúde, Lívia Borba

 Após a repercussão negativa envolvendo o sumiço de duas ampolas de vacinas AstraZeneca contra o Covid-19 em um mutirão realizado em São Domingos distrito do Brejo da Madre de Deus, um novo fato envolvendo uma das funcionárias suspeitas de participar do desvio, repercute na cidade de Santa Cruz do Capibaribe.

 O detalhe é que, segundo o ex-vereador Ernesto Maia e a vereadora Jessyca Cavalcanti, é duplicidade de vínculos, já que de acordo com as informações, a funcionária além de trabalhar na Prefeitura do Brejo da Madre de Deus, também consta na folha de pagamento da Secretaria Municipal de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe.

 Ainda de acordo com a denúncia feita nesse último final de semana, a funcionária seria ‘fantasma’ (não trabalhava) e mesmo assim recebia salário em Santa Cruz do Capibaribe como auxiliar de apoio a gestão.

 “O que nos chamou a atenção foi o nome de uma pessoa que estava trabalhando em Brejo da Madre de Deus e estranhamente a gente encontra o nome dessa pessoa como funcionária da Prefeitura de Santa Cruz... Essa pessoa de fato você não encontra ela trabalhando na Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, essa pessoa está apenas indo buscar o seu salário”, denunciou o Ex-Vereador.

 Durante entrevista concedida na Polo FM, a secretária de Saúde da Capital da Moda, Lívia Borba, informou que não tinha conhecimento da duplicidade de vínculos e afirmou que a funcionária será exonerada.

 “O prefeito e eu não admitimos este tipo de conduta na gestão municipal, esta pessoa deve ser exonerada”, enfatizou a secretária.

 O furto das vacinas em Brejo deve ser investigado pela Polícia Federal e a Câmara Municipal de Vereadores da cidade aprovou a instauração de uma CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: