sábado, 7 de novembro de 2015

COM 90% CONSTRUÍDA E A MAIS DE UM ANO ATRASADA, OBRAS DA UPA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE ESTÃO ABANDONADAS

 As obras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Cruz do Capibaribe no Agreste Setentrional de Pernambuco estão abandonadas. Conveniada pelos governos Municipal e Federal, os trabalhos começaram a ser realizados em janeiro de 2014 e deveriam ser concluídos em agosto do ano passado.
 A reportagem do Agreste Notícia depois de ter recebido diversas denúncias esteve no local e constatou que a obra além de paralisada também se encontra completamente abandonada. Não existe nenhum isolamento e qualquer pessoa pode ter acesso ao interior da unidade que se encontra 90% concluída.
 Uma das portas de vidros já foi quebrada pelos vândalos e o local é utilizado por usuários de drogas, servindo também como ponto de prostituição, já que não existe ninguém tomando de conta daquele empreendimento e populares informam que casais frequentam o local durante a noite.
 Ainda segundo informações de populares, já foram saqueados vários materiais de construção que seriam utilizados para o termino da unidade. A obra orçada em R$ 1.200.000,03 (um milhão, duzentos mil e três centavos) já deveria estar em pleno funcionamento, porém não se tem ainda previsão para isso acontecer. A reportagem do Blog Agreste Notícia tentou entrar em contato com o secretário Municipal de Saúde, Breno Feitoza, porém não obtivemos êxito nas tentativas.
 O Departamento de Comunicação da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe informou que estar sendo aguardada a última parcela do repasse do Ministério da Saúde para a conclusão das obras, porém essa mesma parcela está atrasada a mais seis meses, aguardando apenas a liberação do Governo Federal.
 A Prefeitura diz que não tem como estipular prazo para a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento por que a conclusão depende do Governo Federal.
 Também é aguardada a liberação de uma emenda parlamentar do deputado federal Bruno Araújo (PSDB) no valor de R$ 800.000,00 (oitocentos mil) que já se encontra empenhada e deve servira para a aquisição de equipamentos.
 A Prefeitura informou ainda que aguarda também a liberação de uma emenda parlamentar do deputado estadual Diogo Moraes (PSB) no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil) que também será destinada a compra de equipamentos.
 Por fim, a Prefeitura reconheceu que não existe nenhum isolamento das obras e justificou que a unidade foi alvo de vandalismo, porém foi feito um acordo para que a Guarda Civil Municipal (GCM) proteger o patrimônio, algo que não estar acontecendo.
Do: Blog Agreste Notícia

Um comentário:

stefanie araujo disse...

e emgrasado eses politicos sao todos uma vergonha enveis detarem fanlado uns dos outros deveriao trabalhar afavor dapopulasao nao importa lado a ou lado b cejuntem que nois presizamos de vcs a populaçao pedimos socorro