segunda-feira, 4 de novembro de 2019

OITAVA EDIÇÃO DO LOUVA SANTA CRUZ LEVA COMUNIDADE EVANGÉLICA PARA PRAÇA PÚBLICA


 A noite do dia 30 de outubro foi de muito agradecimento e louvor a Deus em meio a 8º edição do Louva Santa Cruz. O evento aconteceu na Avenida 29 de Dezembro e levou a palavras de adoração para a comunidade evangélica de Santa Cruz do Capibaribe. A comemoração Gospel desse ano contou com shows de Nani Azevedo e Banda Agnus.
 O Louva Santa Cruz é uma realização da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, através da Gerência de Turismo e Lazer, com a colaboração da comunidade evangélica. A segurança ficou a cargo da Guarda Civil Municipal.
 Ao prestigiar o Louva Santa Cruz, o prefeito Edson Vieira falou do significado do evento para o município.

 “É com muita alegria e satisfação que a gente realiza mais uma edição do Louva Santa Cruz, um momento de gratidão e fé para todos de Santa Cruz do Capibaribe. Agradeço a organização e ao público que sempre prestigia esse evento que já faz parte do calendário oficial da cidade”, destacou o prefeito.
 “Eu vejo esse Louva Santa Cruz muito maravilhoso, um belo evento voltado para a palavra de Deus. Estão de parabéns o prefeito e toda sua equipe pela realização desse espetáculo que fortalece muito a comunidade evangélica da cidade”, frisou a costureira, Edileusa Marques Ferreira.
 O pastor Bergue Alves, um dos organizadores do evento, contou a sua satisfação com mais uma edição do Louva Santa Cruz.
 “A 1ª edição aconteceu lá em 2012 e graças a Deus, chegamos com muito sucesso a 8ª edição do Louva Santa Cruz. Nosso intuito é reunir a família santa-cruzense no meio da rua, no meio da praça pública para Louvar e agradecer a Deus por todos os benefícios concedidos a nossa população”, pontuou o pastor.
 A celebração religiosa foi criado pela Lei n° 2.161/2013. Sua data é alusiva à da Reforma Protestante, movimento que em 2017 completou 500 anos. Um ato de reestruturação do cristianismo do século XVI e que foi liderado por Martinho Lutero, através da publicação de 95 teses, isso em 1517.
Do: Blog Agreste Notícia Fonte: Assessoria

Nenhum comentário: