terça-feira, 10 de setembro de 2019

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE TRANSPORTE ALTERNATIVO EM PERNAMBUCO É REALIZADA EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE


 A cidade de Santa Cruz do Capibaribe, Agreste Setentrional de Pernambuco, foi palco da audiência pública realizada pela Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa que discutiu assuntos relacionados ao Transporte Alternativo de Passageiros no Estado.
 Cerca de 700 pessoas compareceram ao encontro realizado durante a tarde e início da noite desta terça-feira (10) em uma casa de eventos da Capital da Moda, entre elas, representantes da classe e autoridades políticas, como os deputados estaduais Delegado Erick Lessa (PP), Diogo Moraes (PSB) e Alessandra Vieira (PSDB), além dos prefeitos Edson Vieira (PSDB – Santa Cruz do Capibaribe), Hilário Paulo (PSD – Brejo da Madre de Deus) e Lero Ivanildo (PR – Taquaritinga do Norte), bem como, o vice-prefeito de Santa Maria do Cambucá, Mário Filho (MDB). Ainda no evento, vários vereadores e lideranças políticas das cidades que do Agreste pernambucano.
 Na audiência, foi destacado que mais de 10 mil famílias de proprietários de Toyotas dependem diretamente da renda obtida através do transporte alternativo e que necessitam da revisão da lei estadual de nº. 16.205/2017 que condiciona o serviço de transporte coletivo particular de interesse público, aos dispositivos da vigente Lei sob a gerencia da EPTI – Empresa Pernambucana de Transportes Intermunicipal.
 Ainda em pauta, as mudanças na lei 13.855 do Código Brasileiro de Trânsito, que aumenta a punição de transportes irregulares, transformando a infração de grave para gravíssimo. A mudança, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, foi baseada em projeto do deputado federal pernambucano, Daniel Coelho. A Lei entra em vigor no dia 09 de outubro deste ano.
 Em entrevista concedida ao vivo ao repórter Sidney Lima través da FanPage do Blog Agreste Notícia, o prefeito Edson Vieira falou da necessidade da revisão e até que ponto a Lei interfere nos trabalhos realizados por motoristas de lotações.
 “Essa audiência é uma oportunidade de se discutir a lei federal, mas também a lei estadual que regulamenta o transporte alternativo no estado de Pernambuco, mas compreende apenas ônibus e micro-ônibus, então, é uma oportunidade da gente pedir ao estado através da IPTI que regulamente os Toyotas que tanto servem a nossa população, que tanto servem ao Polo da Confecção”.
 O prefeito do Brejo, Hilário Paulo, também conversou com nossa equipe de reportagem e falou da importância de debater o assunto, lamentando as alterações realizadas com o projeto do deputado Daniel Coelho.
 “É um momento importante que tivemos a oportunidade de debater, pois infelizmente o deputado Daniel Coelho, sem conhecer a categoria, sem conhecer o quanto é presente a lotação para o estado de Pernambuco e para o País, ele apresenta uma lei no Congresso Nacional que foi aprovada pelos deputados que também não têm conhecimento, e estamos aqui na eminência de ser penalizado”, pontuou.
 Na oportunidade, Hilário explicou que toda uma cadeia é atingida com as alterações na lei, destacando vários seguimentos que dependem principalmente do Toyota.
 “Vou ser bem sincero, se não houver uma decisão judicial me obrigando a assinar um alvará pra uma empresa de ônibus, eu não concedo, eu concedo aos meus irmãos toyoteiros, pois sei da necessidade e da importância que eles representam para nossa economia”, disparou.
 Os Toyoteiros fizeram uso da palavra apresentando as suas reivindicações e o próximo passo da Comissão será agendar uma audiência com o governador Paulo Câmara (PSB).
Confira entrevistas que foram realizadas ao vivo:

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: