segunda-feira, 5 de novembro de 2018

AMPLIAÇÃO DO PRESÍDIO DE PALMARES POSSIBILITA MAIS DE 500 NOVAS VAGAS


 Foi assinada a ordem de serviço para a ampliação do Presídio Rorinildo da Rocha Leão (PRRL), em Palmares, na Zona da Mata Sul. A assinatura faz parte das diversas ações que o Governo de Pernambuco vem realizando com o intuito de reduzir a superlotação nas unidades prisionais do Estado. O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico; o executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues; o prefeito de Palmares, Altair Bezerra da Silva Júnior, e representantes da Alcance Engenharia e Construção assinaram o documento que formaliza o início das obras. 
 Atualmente, o PRRL possui capacidade para 74 detentos e ganhará, após a ampliação, 532 novas vagas do regime fechado, destinadas ao gênero masculino.
 “Todo preso tem validade, tem um dia que entra, mas tem um dia que ele vai sair, é importante trata-lo com respeito, urbanidade e oferecer as condições mínimas de funcionalidade ao nosso sistema para que ele possa sair melhor”, afirmou o secretário Pedro Eurico.
 Ele citou a educação e a empregabilidade como os principais pilares para a ressocialização.
 O projeto ocupa uma área aproximada de 8.200 metros quadrados onde serão implantados três módulos de vivência coletiva, dois com capacidade para 200 vagas, cada, e uma que comporta 132 detentos. Os módulos possuirão área de distribuição de alimentos, salas para agentes penitenciários, pátio para banho de sol, sanitários para visitantes e refeitório coletivo. A mão de obra e aquisição de materiais de construção são provenientes da região de Palmares.
 O recurso, no valor R$ 9.980.000,00 é oriundo do Tesouro Nacional com repasse financeiro do Fundo Penitenciário Nacional. O prazo de execução vai de 12 a 18 meses. Atualmente, o estabelecimento prisional registra 74 vagas e totalidade em torno de 770 detentos, provenientes de municípios vizinhos.
Outras vagas – Encontra-se em funcionamento, desde março de 2018, a unidade 1 do Centro Integrado de Ressocialização de Itaquitinga (CIR 1), com capacidade para 1.000 vagas do regime fechado. Em 2016, a Penitenciária de Tacaimbó começou a funcionar com 676 novas vagas. Já o Presídio de Santa Cruz do Capibaribe foi inaugurado em 2015 com capacidade para 186 reeducandos.
Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: