segunda-feira, 12 de março de 2018

MAIS DE UM ANO APÓS ASSINATURA DA ORDEM DE SERVIÇO, BARRAGEM DE JUCAZINHO CONTINUA DO MESMO JEITO

 Em dezembro de 2016, o presidente da república Michel Temer (PMDB) esteve na cidade de Surubim no Agreste de Pernambuco, assinando a ordem de serviço para a primeira etapa de recuperação da Barragem de Jucazinho que teria investimento de R$ 12.211.685,57 (doze milhões, duzentos e onze mil, seiscentos e oitenta e cinco reais e cinquenta e sete centavos) com início das obras previsto, na época, para 07 de dezembro de 2016 com previsão de conclusão para 05 de junho de 2017.
 Um ano e três meses após a assinatura da ordem de serviço, a situação do manancial não parece muito diferente de antes, mostrando que pouco foi feito ou quase nada, até o presente momento. Fotos obtidas pelo Blog Agreste Notícia comprovam que a situação ainda é complicada com diversas rachaduras e um cenário de deterioração do reservatório.
 A Barragem de Jucazinho entrou em colapso no dia 26 de setembro de 2016. De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (COMPESA) chegou a ficar, na época, com apenas 0,01% de água não havendo possibilidade de abastecimento. A barragem – que tem capacidade para 327.036.000 m³ de água – abastecia 15 cidades: Casinhas, Cumaru, Frei Miguelinho, Passira, Riacho das Almas, Salgadinho, Santa Maria do Cambucá, Surubim, Toritama, Bezerros, Gravatá, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Vertente do Lério e Vertentes, uma população com cerca de 850 mil pessoas.
 O Blog tentou contato com a assessoria do Ministério da Integração para falar sobre a reestruturação da Barragem de Jucazinho, mas não obtivemos êxito.
 Um vídeo registrado por internauta mostra a realidade. Confira:

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: