domingo, 18 de fevereiro de 2018

MAMÃO DIZ QUE GOVERNADOR VAI TER QUE DECIDIR ENTRE ELE E O PREFEITO ANTÔNIO DE ROQUE


 Em entrevista concedida ao radialista Geraldo Silva, o líder político do grupo de oposição na cidade de Jataúba, Fábio Mamão, falou sobre a política local e também sobre sua possível filiação ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).
 Questionado sobre como administrar o fato de possivelmente ter que dividir o palanque de Paulo Câmara junto com seu principal adversário, o prefeito Antônio de Roque (PMDB), após ter rompido os laços políticos em 2014 com o PSB e feito críticas ao governador, retornando as suas origens na eleição que se aproxima, Mamão respondeu a indagação declarando que não existe divisão de palanque e que Paulo terá que fazer a escolha entre ele e seu adversário.
 “Não existe palanque dividido, eu coloquei para o governador ver a situação e ele vai ter que fazer a escolha, pois vejo um cenário que presenciamos há 20 anos em Jataúba, no ano de 1997 para 1998, quando o cenário era o mesmo e os atores os mesmos com o prefeito de Jataúba e o deputado Bruno Araújo. Na época colocaram Bruno na ALEPE e o prefeito era oposição ao PSB, mas quando Dr. Miguel Arraes chegou com os caminhões-pipas, esse cidadão que é prefeito de Jataúba pegou os caminhões e fez uma campanha contra, na hora de votar em Dr. Arraes deu um tchau e foi votar em Jarbas Vasconcelos, se filiando ao PMDB onde se encontra até hoje”, enfatizou.
 Mamão foi mais além em sua declaração, afirmando que se Paulo Câmara optar em ficar com o prefeito Antônio de Roque, ele não subira em seu palanque na próxima eleição.
 “Hoje o prefeito não tem ninguém do governo, os deputados estadual e federal dele, são da oposição ao governador, então como é que esse cidadão se propõe a dizer que é do palanque”, questionou.
 Mamão garantiu que não estar preocupado com a escolha do governador Paulo Câmara, que não tem pressionado, portanto, não se misturará com seu adversário caso ele esteja no time do Socialista.
 “Eu deixo ele a vontade, ele escolha quem quiser, agora que, ‘água e óleo não se misturam’, com o prefeito de Jataúba eu não subo no palanque em hipótese alguma”, garantiu.
 Aproveitando a oportunidade, Mamão também respondeu ao vereador e filho do prefeito, Galego de Antônio de Roque (PSB), que recentemente disse que se o oposicionista quisesse ir para o Partido Socialista Brasileiro, as portas estariam abertas, mas que se sujeitar a dividir o mesmo palanque.
 “Esse menino está há poucos dias no PSB, agora na corona que pegaram para se juntar ao governador. Eu sair porque não dar, pois vou repetir, ‘água e óleo não se misturam’. Eu ouvir do próprio governador que eu faço parte da história do PSB, eu sou do PSB desde quando Eduardo Campos foi candidato a deputado estadual e disputou com Zeca filho de Cobrinha que também disputou na época o cargo de deputado estadual, um debate na Rádio Cultura de Caruaru”.
  O entrevistado chegou a ironizar chamando o vereador Galego de Antônio de Roque, de ‘Rapaizinho’ e disse que o parlamentar está ‘cantando de galo’, mas que não tem dúvidas de que o partido retornará para suas mãos.
 “Então, esse ‘rapaizinho’ está agora no PSB partido esse que dentro de sua história em Pernambuco, tem o nome de Mamão, eu faço parte da história e o ‘rapaizinho’ que está lá hoje ‘cantando de galo’ não vai para canto nenhum, porque o PSB, depois que o governador tomar a decisão dele, virá pras mãos da gente e tomaremos os destinos de Jataúba”, concluiu.
Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: