quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

DELEGACIAS FECHADAS DURANTE A NOITE SÃO ALVOS DE REPORTAGEM DA TV JORNAL


 Diante da insegurança, delegacias fechadas durante a noite foram alvos de reportagem da TV Jornal filiada ao Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).
 A primeira cidade visitava pela equipe de reportagem, foi Taquaritinga do Norte, Agreste Setentrional de Pernambuco, onde o morador Joelmir Ferreira que entrou na lista da violência de Pernambuco e após ser roubado preferiu ir para casa ao invés de procurar a Delegacia de Polícia, mas o motivo é simples, é que a noite a população fica desprotegida e sem ter a quem recorrer.
 “Segurança aqui é zero, ultimamente é assalto todo dia e ontem mesmo teve duas tentativas de assaltos na minha rua, um cara em uma Bros correu atrás da menina que conseguiu entrar em casa, mas a segurança é zero”, desabafou afirmando que a noite apenas dois policiais militares que ficam na Cadeia Pública fazem a segurança da Dália da Serra.
 Para Áureo Cisneiros – presidente do SIMPOL (Sindicato dos Policiais Civis), disse que as unidades fechadas durante a noite é o retrato da segurança pública de Pernambuco que, segundo ele, está abandonada.
 “Esse é o retrato da segurança pública de Pernambuco, do abandono da Polícia que investiga os crimes e elucida, isso é terrível e por isso que a violência tá do jeito que estar. Ao nosso conhecimento, somente o estado de Pernambuco vive esse drama das delegacias fechadas a noite, finais de semana e feriados”.
 A reportagem da TV Jornal aproveitou também o período noturno para visitar a Delegacia de Polícia da cidade de Vertentes, ainda no Agreste Setentrional, onde a mesma situação foi encontrada.
 “A segurança de Vertentes tá meio complicada, pois aqui só tem um carro da polícia com três policiais para fazer a segurança da cidade e os bairros ao redor”, disse um comerciante da cidade que informou que todos os dias a unidade policial fecha as 17 horas.
 Toritama enfrenta o mesmo dilema, com a Delegacia fechada durante a noite, feriado e finais de semana. A reportagem também destaca também a falta de deposito para o armazenador dos veículos apreendidos que ficam em uma área na frente da DEPOL.
 Quem é vítima da violência durante a noite só tem três opções: 1ª - Desistir de prestar queixa e deixar o crime impune; 2ª - esperar amanhecer o dia para registrar o boletim de ocorrência ou seguir para Santa Cruz do Capibaribe para pedir providências policiais.
Assista o vídeo:

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: