domingo, 7 de janeiro de 2018

ZÉ AUGUSTO MAIA VOLTA A NEGAR APOIO ANTECIPADO A FERNANDO ARAGÃO

 O ex-prefeito Zé Augusto Maia voltou a negar apoio antecipado a uma pretensa candidatura de Fernando Aragão ao cargo de prefeito na eleição de 2020. Segundo ele, o momento é para se debater a eleição de outubro deste ano e não a próxima disputa municipal.
 Zé Augusto participou do programa ‘Resenha Popular’ da Comunidade FM e foi claro ao dizer que não vê Fernando como candidato natural do grupo Taboquinha em 2020 e disse ainda que outros nomes do partido também querem disputar a prefeitura na próxima eleição.
 Ele lembrou ainda um acordo feito em 2016, no qual ele apoiaria a candidatura de Fernando à época em troca do apoio integral do partido ao seu nome da disputa por uma vaga na ALEPE – Assembleia Legislativa de Pernambuco – agora, em 2018.
 “Na última eleição eu tive como compromisso unir o partido em torno de Fernando Aragão, com o compromisso de todos se unirem agora em 2018 em torno do meu nome, mas se você coloca hoje um candidato a prefeito a frente dos outros, já começa com problemas, você terá uma eleição difícil”, disse ele que seguiu, “Não é só ele, tem vários no partido que querem disputar (o cargo de prefeito em 2020), tem vereadores, tem Cleiton que foi candidato à vice em 2016, tem Carlinhos, tem Ernest, tem Marlos, Capilé, Helinho, tem Augusto, tem Deomedes...”.
 Mais adiante Zé Augusto deixou claro que está disposto a tratar 2020, antes da eleição deste ano.
 “Todo político sempre almeja um degrau a cima, e alguns já tiveram várias oportunidades e a oportunidade agora pode ser dele, como pode ser de outro... Se você começa a colocar o carro na frente dos bois, você vai criar problemas já agora, e eu não quero isso, quero a unidade, e a unidade só poderá acontecer se trabalharmos 2018, para só depois trabalharmos 2020”.
 “A eleição que se trabalha agora é a de deputado, a próxima é que será a de prefeito, e a atual configuração poderá ser mantida (chapa Taboquinha de 2016), como poderá mudar”, falou Zé Augusto, que em seguida findou, “2020 é uma outra história, então a gente só vai discutir 2020 depois de 2018”.
Por: César Mello
Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: