segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

ADVOGADO DA CÂMARA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE PROMETE ENTRAR COM AÇÃO CONTRA DR. ANDRÉ TADEU

 O advogado da Câmara Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, Dr. Manuel Jordão, em entrevista concedida ao radialista Egídio Amorim, falou sobre o ano conturbado de 2017 no tocante as ações populares provocadas pelo advogado Dr. André Tadeu e aceitas pelo juiz Moacir Ribeiro que reduziu os salários dos vereadores da Capital da Moda.
 “2017 foi um ano meio conturbado por conta dessas várias ações populares que ocorreram contra a casa (câmara) e contra o município, mas está tudo sobre o controle, algumas já recorremos com agravo de instrumento e outras fizemos a defesa, tenho certeza que baseado em consulta ao Tribunal de Contas do Estado, essas ações, que diga-se de passagem foram precipitadas, com todo respeito ao Dr. Moacir Ribeiro, eu achei precipitadas as decisões liminares em que baixou os salários dos vereadores”, considerou.
 Dr. Manuel se mostrou seguro e acredita vai obter sucesso nos seus recursos e reverterá o quadro.
 Ao ser estimulado a comentar sobre as afirmações do advogado Dr. André Tadeu a respeito de ir morar em Santa Cruz aonde pretende abrir um escritório de advocacia, Dr. Manoel Jordão o acusou de fazer propaganda ilegal e ferir alguns colegas advogados destratos e desmerecimentos.
 “Ele além de fazer uma propaganda ilegal no que concerne a dizer que vai abrir escritório aqui, que vai atuar nessa cidade, previdenciária, criminal, civil e etc. É uma propaganda ilegal, não é permitida pela nossa legislação, ele também feriu alguns advogados desmerecendo, destratando alguns, inclusive ameaçando também o presidente da casa e os vereadores, que caso tomem alguma posição vai baixar, ele não diz que vai tentar, ele diz que vai baixar mais ainda, ou seja, ele tá se sentindo o dono da situação, mas isso tem que parar, vamos entrar com uma ação contra este advogado e certamente ele irá responder na justiça”, pontuou.
 Jordão considera que muitas das ações movidas por Tadeu irão cair de ‘água abaixo’ nesse ano.
 “Lembro bem que ele dizia que fazia isso por conta da economicidade do poder público e transparência, mas não está havendo nada de economicidade, pelo contrário, ele depois, em uma entrevista, respondeu que primeiro, o intuito dele era notoriedade e depois questão de honorários, ele foi bem claro com isso”, disparou completando: “Ele ali se perdeu, mostrou a população que não tinha objetivo de transparência e nem economicidade, mas sim, de ganhar em cima disso”.
 Dr. Manuel Jordão assumiu interinamente no último dia 02 de janeiro, a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Santa Cruz do Capibaribe.
Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: