quarta-feira, 15 de novembro de 2017

ALUNOS DE SANTA CRUZ E MAIS SEIS CIDADES REPRESENTAM PERNAMBUCO EM OLÍMPIADA DE MATEMÁTICA

 O lugar mais alto pódio da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas 2016 (OBMEP), principal competição estudantil do país, será ocupado por 16 pernambucanos nesta terça-feira (14), no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A competição é promovida com recursos dos Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e se destina a estimular o ensino desta disciplina, revelar talentos e contribuir com a melhoria nas escolas públicas brasileiras. Mais de 18 milhões de estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio participaram da edição do ano passado.
 Nacionalmente a cerimônia de premiação da OBMEP 2016 irá conferir 501 medalhas de ouro a estudantes brasileiros, 1.500 de prata e 4.501 de bronze. Pernambuco obteve a quinta colocação entre os estados com maior número de medalhas. Um total de 1.396. Já o Recife foi a cidade do estado com mais ouros ganhos e o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Pernambuco (PE), a instituição de ensino que mais terá alunos recebendo a premiação dentro desta categoria.
 Além do Recife, outras seis cidades pernambucanas marcarão presença na cerimônia da próxima sexta-feira. São elas Garanhuns, Santa Cruz do Capibaribe, Afogados da Ingazeira, Tabira, Petrolina, Quixabá e Santa Filomena, este último, município de Lucas Coelho Bida, de 13 anos que está malas prontas para buscar o ouro conquistado no Rio de Janeiro. Ele é aluno do sétimo ano da Escola Ginásio Municipal Laudelino Freire de Mororó, uma das 29 instituições de ensino de Pernambuco que foram premiadas nesta edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas.
 “A medalha é um passo para o futuro. Pode abrir caminhos para eu me realizar profissionalmente. Não estava esperando, mas estou muito feliz”, disse.
 Esta é a segunda OBMEP que Lucas participa.
 “Concorri em 2015 e fiquei com medalha de  bronze na época”, lembrou o estudante.
 A preparação, ele conta, foi com um professor da escola Jonatas Cordeiro, que dava aula para ele e outros alunos durante os intervalos das aulas e nos sábados.
 Na edição de 2016 da OBMEP, 99,6% dos municípios brasileiros tiveram pelo menos um aluno concorrendo. Um recorde desde a criação da competição, em 2005. Observadas as 47.474 escolas inscritas na primeira fase em 2016, 13.930 são rurais e participaram com 1,6 milhão de alunos e 322 deles conquistaram medalhas. Além dos medalhistas, a cerimônia de premiação da OBMEP vai homenagear 42.482 estudantes que receberão menções honrosas pelo bom desempenho alcançado.
 O impacto positivo da OBMEP nos resultados de Matemática no país tem sido medido por estudos independentes. De acordo com trabalho do ex-presidente do INEP Chico Soares, escolas que participam ativamente da competição apresentam melhora no desempenho dos alunos de 26 pontos na Prova Brasil, o equivalente a 1,5 ano de escolaridade extra.
 Por tradição, a premiação da OBMEP sempre ocorre no ano seguinte a sua edição. Os ganhadores da disputa de 2016 podem ser vistos em no hotsite do evento (http://premiacao.obmep.org.br/2016/mapa_premiacao_content.htm). A edição 2017 da OBMEP já foi concluída e o resultado sai dia 22 de novembro.

Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: