sexta-feira, 24 de março de 2017

DIMENSÕES E POTENCIAL DO MODA CENTER SANTA CRUZ IMPRESSIONAM INTEGRANTES DE MISSÃO EUROPEIA

 A vinda de uma missão europeia ao Moda Center Santa Cruz agradou à gestão do maior centro atacadista de confecções do país, localizado em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do estado.
 O grupo esteve no local na quarta-feira (22), quando foi recebido pelo síndico do empreendimento, Allan Carneiro, e outros representantes do condomínio de negócios. O encontro integrou a nova etapa de um projeto de internacional com foco em tecnologia e inovação. Os membros da caravana se mostraram impressionados com a proposta e as dimensões do espaço e do polo de confecções.
 “Colhemos informações e esclarecemos dúvidas sobre o mercado europeu, apresentamos o funcionamento e o potencial do Moda Center Santa Cruz e detalhamos como se dá a produção no Agreste de Pernambuco. Essa visita é a segunda fase de uma cooperação internacional, na qual foi feito o mapeamento de necessidades do setor e resultará na proposição de projetos por parte dos pesquisadores para instalação na região. Na próxima etapa, esperamos que haja a implantação das ações no polo, com a pretensão de colhermos frutos principalmente na área de inovação”, comentou Allan Carneiro.
 De acordo com o síndico, os integrantes da comitiva ficaram impressionados com a estrutura e as dimensões do Moda Center Santa Cruz e com a manufatura de vestuário e acessórios no interior do estado.
 “Depois da visita, ficamos na expectativa de fazer a ponte inversa: conhecermos o polo de confecções do Norte de Portugal e trazermos ideias para o nosso. Também colocamos para o projeto a necessidade de construção da cultura exportadora. Precisamos investir na preparação e só então partir para o mercado internacional. Atendemos a públicos cada vez mais exigentes e todos deverão trabalhar com este foco”, acrescentou.
 O professor da Universidade de Coimbra, Hugo Pinto, integrou a caravana estrangeira.
 “O objetivo é entender o setor das confecções e definir prioridades que se dão no segmento de inovação e tecnologia. Pernambuco tem um potencial no setor de têxtil no tocante desenvolvimento. O polo precisa criar atividades mobilizadoras que possam causar mudanças estruturais. Ficamos impressionados com a dimensão do parque. Existe uma grande variedade de indústrias e a região tem potencial de expandir para outros mercados a nível nacional assim como para exportação”, comentou.
 Para Luciana Távora, diretora de Política e Articulação da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, a visita pretendeu ampliar a interação do Brasil com a União Europeia, proporcionando a troca de experiências do que é aplicado naquele continente.
 “O projeto visa fazer um estudo do setor de confecção. Vamos trabalhar os Arranjos Produtivos Locais, principalmente da competição. E esperamos fortalecer nosso sistema territorial de inovação”, ressaltou.
Do: Blog Agreste Notícia Fonte: Assessoria

Nenhum comentário: