quinta-feira, 24 de novembro de 2016

DENÚNCIA – VEREADOR ERNESTO DIZ QUE PREFEITO TEM DESVIADO ÁGUA QUE SERIA DESTINADA A POPULAÇÃO



 A reunião ordinária da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe pegou ‘fogo’ na tarde desta quinta-feira (24), com muitos embates, ofensas e denúncias, feitas entre os parlamentares.
 O clima esquentou no primeiro momento, quando alguns vereadores da oposição se mostraram insatisfeitos com um grupo de pessoas que cobravam ações da bancada denominada ‘taboquinha’ para resolver o problema do aumento da violência na cidade.
 Na ocasião, o vereador Fernando Aragão (PTB) chegou a fazer gestos chamando um dos manifestantes de louco. Já o vereador Deomedes Brito (PT) denominou o cidadão de ‘babão do prefeito’.
 Mais o clima esquentou mais ainda, quando o vereador Helinho Aragão (PTB) concedia uma entrevista ao blogueiro Marcondes Moreno e afirmava que o Presídio de Santa Cruz foi instalado pelo governador Paulo Câmara (PSB). Por sua vez, o vereador Zé Minhoca (PSDB) se alterou e chamou várias vezes o oposicionista de mentiroso, garantindo que o presídio foi uma luta do grupo ‘Taboquinha’ que na época comandava os destinos do município.
 Durante o bate-boca, Fernando disse que o vereador Zé Minhoca estaria caducando ao lhe responsabilizar pela construção do Presídio de Santa Cruz do Capibaribe.
Assista o vídeo da discussão:

 O vereador Ernesto Maia (PT) que já havia em sua página no Facebook adiantado que estouraria uma bomba que abalaria o governo do prefeito Edson Vieira (PSDB), acusou o mandatário de desviar a água que seria destinada aos órgãos públicos e as comunidades carentes, para a sua própria residência e para as casas de seus familiares, incluindo de seu pai Zinha Vieira, além de secretários municipais que também seriam beneficiados.
 Ainda de acordo com Ernesto, o veículo que transporta a água é agregado a Prefeitura Municipal.
 “Eu acompanhei durante 60 dias o caminhão pipa que é agregado a Prefeitura de Santa Cruz, que é pago com dinheiro do povo, para colocar água no matadouro, nas comunidades carentes, em prédios públicos [...] e sabe oque eu achei? Flagramos o caminhão que era para distribuir água no bairro Santo Agostinho, colocando a água na casa do prefeito Edson Vieira, colocando na casa do pai do prefeito, que são pessoas que têm condições de comprar agua”, denunciou chamando o caso de ‘máfia da água’.
 Na oportunidade, Ernesto Maia distribuiu para imprensa, mídias com vídeos que mostram o caminhão, que segundo vereador, recebe da Prefeitura da Capital da Moda.
Assista o vídeo:

 O Blog Agreste Notícia tentou falar com o prefeito por meio de telefone, mas não obteve êxito, já que o celular do mesmo encontrava-se desligado.
Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário: