terça-feira, 10 de janeiro de 2012

DETENTO É ASSASSINADO DENTRO DO PRESÍDIO JUIZ PLÁCIDO DE SOUZA EM CARUARU

Wilson Gonçalves de Oliveira, tinha 27 anos
Sérgio Daví da Silva, vulgo “Amarají”, 31 anos de idade confessou o crime
A vítima estava preso por ter cometido juntamente com seu irmão dois homicídios em um único dia na cidade de Caruaru
O corpo foi encaminhado para o IML da cidade de Caruaru

Foi assassinado na última quinta-feira, dia 05 de janeiro, no presídio Juiz Plácido de Souza em Caruaru, o detento Wilson Gonçalves de Oliveira, 27 anos, que morava na Rua Alexandrino Boa Ventura, bairro José Carlos de Oliveira na mesma cidade.
Ele estava preso na unidade, acusado de ter praticado dois homicídios no dia 26 de setembro de 2011, que ao ser preso confessou que assassinou a pauladas e pedradas na Vila Diocesana, Jonathan Luiz Silva dos Santos, 27 anos, funcionário da Maravilha Motos, crime que aconteceu durante a madrugada. E na mesma data ele matou a facadas, Heleno Lourenço da Silva, 56 anos, morto em frente de casa na Vila do Aeroporto, crimes que foram praticados com a ajuda do seu irmão Eric Alves Gonçalves, 18 anos, que também foi preso na ocasião.
De acordo com informações de agentes penitenciários que não quiseram se identificar, já existia uma rixa antiga entre a vítima e o assassino, Sérgio Daví da Silva, vulgo “Amarají”, 31 anos, preso há mais de dez anos por homicídio e tráfico de drogas.
Nop dia do crime eles tiveram um novo desentendimento e “Amarají”, pegou um “chuncho” (faca artesanal) e desferiu vários golpes contra a vítima que ainda chegou a ser levada para o Hospital Regional do Agreste, aonde já chegou sem vida.
O temor da família da vítima é que o irmão também seja assassinado na unidade, por isso os familiares pedem providências as autoridades para transferir o rapaz para outro presídio.
O acusado foi ouvido na própria unidade prisional e confessou o crime. Segundo ele, há alguns dias a vítima teria lhe obrigado a matar um outro detento que não teve o nome revelado, como ele se negou, foi espancado pela vítima na frente de todos que desferiu-lhe vários tapas no rosto. Revoltado o acusado se armou com uma faca artesanal e no "Pavilhão dos Sem-terra" onde ambos viviam dentro do presídio, ele resolveu se vingar da vítima desferindo-lhe alguns golpes de “chuncho” no tórax, sendo contido pelos outros detentos mais já era tarde demais.
Sérgio, foi autuado em flagrante por homicídio, com o agravante de ter premeditado a ação. A princípio ele permanecerá na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, que foi construída para comportar 98 presos e hoje concentra uma população carcerária de 1.372 presos. O corpo do detento já foi encaminhado ao IML de Caruaru.

Do: Jornal Agreste Notícia Fonte: Blog do Adielson Galvão

Nenhum comentário: